fbpx

O que faz de um conteúdo algo que agregue valor?

Compartilhe

Responder essa pergunta teoricamente é simples, mas na prática, nem tanto. Porque agregar valor, não é simplesmente por preço. É justamente ai, que muita gente começa a escorregar no tomate.

Por muito tempo, aprendemos que agregar valor era por preço, algumas vezes alto, o que nos obrigava a suar para que o cliente acreditasse que estava comprando pela qualidade. E esse era o diferencial. Um produto caro, era caro porque vinha de longe e tinha um valor embutido.

O mais simples era de custo mais inferior, pois sua matéria prima era algo de baixa qualidade e isso era o suficiente para o diferenciar. Principalmente para caracterizar o público que ia comprar cada produto. Bom, isso até a internet chegar e se tornar algo acessível a todos.

A internet chegou, começamos a descobrir que o valor era algo bem relativo, que o mesmo produto na loja física tinha um valor e na virtual outro. Então o “preço”começou a não ser mais o único item a diferenciar os produtos. Mas, mais um item dentro de um leque de escolha.

Então, a busca por um produto foi sendo lentamente construída em vários pilares. O que o produto oferece, se o valor compensa, se a marca é conhecida, se muitas pessoas falam bem dela, se ele cumpre o que promete e etc.

Isso criou um hábito em nós consumidores de ler e comparar tudo que aquele produto promete e não só isso, mas buscar informações de quem usou. E aquele público que citei no começo, que era separado pelo preço, começou a comprar independente do custo.

Começamos a formar uma opinião antes, durante e depois da compra. Por isso agregar valor a um produto, é algo muito sério e tem que ser feito com muita responsabilidade. Não posso dizer que alguém faz algo que ela não faz, ou dentro no meio de hospedagem, que um hotel oferece serviço que não existe.

O que acaba acontecendo é que muitas vezes na vontade de passar uma imagem simpática e atraente, muitos blogs, paginas e sites “floreiam” as verdade e esquecem que verdades são imutáveis.

Mas como agregar o real valor se não vamos colocar preço? 

A resposta é simples, Criando Conteúdos que envolva e encante, enquanto seu futuro cliente tem apenas uma ideia do que deseja. Ele tem a ideia que precisa de um hotel, mas ele ainda não sabe qual o hotel.

Nesse caso, o Hotel pode falar de sua culinária, das coisas boas da região, das experiencias marcantes. O quanto se dedica que seus hóspedes seja bem atendidos. Quais sãos as prioridades quanto conforto, tecnologia e informação.

Se a comercialização é por um Produto, podemos começar falando do que ele realmente se propõe, quais os benefícios, porque ele existe. O que diferencia ele dos demais, porque é mais seguro ou interessante comprar na sua loja.

Se é um Serviço, o que te move promove-lo, quais são as maiores dificuldades que seus clientes encontram, como você consegue resolver e Cases de Sucesso etc.

Percebe que você não vai falar nada além do que você faz? Está vendo que o conteúdo você já tem, só precisa esmiuçar. Pois é, tudo é uma questão de olhar com mais cuidado.

Mineiramente falando, quando você pensa em Minas, você pensa em pão de queijo. Mesmo que você nunca tenha comido um pão de queijo em Minas Gerais, mas a marca está registrada. Ou o churrasco gaúcho, você pode nunca ter comido um churrasco no RS, mas logo a referência vem.

Por que? Porque independente se você gosta ou não de pão de queijo e churrasco (o que é uma pena), isso foi sendo construído ao longo do tempo nas mídias. Através de novelas, filmes e seriados.

É isso que um conteúdo de valor faz com nosso pensamento, ele nos trás a referência de valor de um produto àquela marca. Quem não quer ser lembrado como primeira opção?

Mas como sempre digo, nada é da noite pro dia. Pelo contrário, é um processo de afirmação constante e principalmente de verdade.

Valor e Veracidade, caminham juntos de mãos dadas, isso você não pode esquecer. Posso dizer que esse são os pilares de um conteúdo relevante. Não adianta, a gente sempre desconfia se um conteúdo promete tudo e não nos dá nenhuma garantia. A internet também nos ensinou a ler nas entrelinhas.

Então, faça uma pesquisa de tudo de bom que você faz, que as pessoas gostam, seja na sua região, no seu Hotel ou com o seu produto. O que realmente as pessoas elogiam e exalte isso. Ou seja, traga pro centro! Mostre que é isso que você faz de melhor. Pois a verdade estará ai para confirmar tudo o que você escreveu, fotografou ou filmou.

Um Grande abraço!!!

eventos, palestras, palestrantes, empresas